Como manter o ritmo forte na corrida nos dias mais quentes?
20 outubro, 2017
Atividade física ajuda na capacidade de raciocínio
20 outubro, 2017

Conheça 5 dicas para melhorar sua performance na corrida

uem pensa que para correr bem é necessário apenas calçar o par de tênis e partir para o treino, está enganado. Ter o seu objetivo na atividade, monitorar a intensidade do esforço realizado, identificar dores no corpo, descansar quando estiver resfriado e planejar a rotina de trabalho também são fundamentais para você evoluir e deixar quilômetros para trás de forma gradativa, sem pressa. Pensando nisso, o treinador Gustavo Luz, especialista do Eu Atleta, passou cinco dicas rápidas e simples para você se sair melhor na corrida e evitar problemas. Confira abaixo:

1 – Frequência cardíaca x treinamento

Se você tem algum objetivo específico com o exercício, como perder peso ou melhorar seu condicionamento, é importante monitorar a intensidade do esforço realizado. O controle da frequência cardíaca (FC) é uma das melhores formas de fazer isso. Assim você sabe o quanto tem que se esforçar para seguir o objetivo do treino e conseguir os resultados que deseja.

Monitorar a frequência cardíaca é importante para seguir o objetivo do treino (Foto: IStock)Monitorar a frequência cardíaca é importante para seguir o objetivo do treino (Foto: IStock)

Monitorar a frequência cardíaca é importante para seguir o objetivo do treino (Foto: IStock)

2 – Você ouve seu corpo?

Se você foi um pouco mais rápido ou um pouco mais longe, é normal sentir algum desconforto muscular, especialmente nas panturrilhas e nos quadríceps. São necessários mais ou menos dois dias para se recuperar de treinos mais intensos. Se você se sentir dolorido no terceiro dia, descanse novamente; se a dor for além de quatro ou cinco dias, talvez seja melhor procurar ajuda.

3 – Você “quebra” antes do final da prova?

Quando você inicia a corrida num ritmo alto, recruta as fibras musculares, o sistema de energia e até os caminhos neuromusculares de forma errada. De uma maneira geral, tente correr os primeiros 80% de uma prova em um ritmo confortável e, se estiver bem, acelere nos 20% finais.

Exagerou na dose na hora da prova? Cuidados para não Exagerou na dose na hora da prova? Cuidados para não

Exagerou na dose na hora da prova? Cuidados para não “quebrar” no meio da corrida (Foto: Getty Images)

4 – Resfriou? Relaxe e durma!

A corrida deve torná-lo menos vulnerável a doenças, pois fortalece o sistema imunológico, ajuda a dormir melhor e reduz o estresse. A falta de sono e períodos frequentes de estresse elevado podem reduzir severamente a função imunológica. Uma das melhores maneiras de diminuir o risco de infecções é não treinar demais. O exercício moderado reduz esse risco, mas corrida de velocidade , corridas longas e competições parecem aumentá-lo.

5 – Vale a pena correr só uma vez por semana?

Correr um pouco é melhor do que não correr. É verdade que seu condicionamento e desempenho não ficarão muito melhores com apenas uma corrida semanal. Mas aquele único treino pode dar um gás na sua motivação e ajudar a criar o hábito de se exercitar. Isso também vai facilitar que você faça treinos extras quando tiver tempo.